Aprovadas na Europa regras de pegada ambiental para a indústria do couro

Aprovadas na Europa regras de pegada ambiental para a indústria do couro

O fato de que a Cotance, entidade que representa o setor coureiro da Europa, e seu Comitê de Direção Técnica tenham levado cinco anos para obter a aprovação de seu método de cálculo da Pegada Ambiental do couro é uma indicação clara de que o processo é complicado. Mas a Comissão Européia concordou em ajudar a converter as novas regras em uma ferramenta on-line simples de usar, que tornará fácil para os pequenos fabricantes de couro calcular o impacto ambiental do material que produzem. A Comissão afirmou que esta ferramenta deverá estar disponível antes do final de 2018. Estas regras da categoria de Pegada Ambiental de Produto (PEFCR) aprovadas pela UE para couro baseiam seus cálculos em vários modelos. Levam em conta apenas bovinos, ovinos e caprinos porque a Cotance demonstrou que mais de 95% de todo o couro do mundo vem dessas três fontes.
No abate, a carne absorve quase todo o peso da parcela de 2,51%, sendo as peles responsáveis ​​por apenas 1,6% daqueles 2,51%, ou 0,04% da Pegada de Carbono total a montante.
Na fase de curtimento, um terceiro modelo entra em ação e o fabricante de couro será responsável por quase todo o impacto ambiental dos processos utilizados, com apenas uma pequena parcela causada pelos cabelos e pela lã. Isso é incentivo suficiente para que a indústria de curtumes continue seus esforços para reduzir ao máximo o impacto ambiental da fabricação de couro. Mas a parcela da Pegada de Carbono a montante que é atribuível ao couro é muito menor do que os números sugeridos por muitas das empresas de produtos acabados e por grupos de outras partes interessadas que tentaram resolver esta questão até agora.

26 de Abril de 2018

Mais Notícias

Conheça nossos

Associados

CURTUME A. P. MÜLLER LTDA
PARTNER INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE COUROS LTDA
FUGA COUROS S.A
CORIUM QUÍMICA LTDA
CURTUME INCOPOL LTDA
TRE ANYTRY BENEF DE PELES EXOTICAS LTDA