CEO da Louis Vuitton defende uso do couro

CEO da Louis Vuitton defende uso do couro

O executivo-chefe da marca de artigos de couro de luxo Louis Vuitton, Michael Burke (foto), questionado sobre a adoção de novos materiais, disse que a Louis Vuitton está comprometida com o bem-estar animal, mas não tem intenção de encerrar o uso de couro, incluindo couro exótico.
Ele deu três razões para o compromisso contínuo da Louis Vuitton com o couro. Em primeiro lugar, descreveu a indústria de curtume como sendo, e sempre tendo sido, um exemplo de economia circular. “As peles usadas para fazer bolsas e sapatos são um desperdício da indústria alimentar”, insistiu. A seguir, disse que os bovinos que fornecem matéria-prima para o couro Louis Vuitton vêm, desde tempos imemoriais, de fazendas que possuem certificação validada externamente para o tratamento ético e bem-estar dos animais.
Por último, disse que os seres humanos vêm usando peles há séculos e que, em todo esse tempo, ninguém foi capaz de produzir qualquer matéria-prima que atendesse às necessidades da Louis Vuitton como o couro pode. O couro, segundo ele, confere durabilidade e longevidade a esses produtos e, ao mesmo tempo, os deixa muito bonitos. “Nenhum material é mais adequaO executivo-chefe da marca de artigos de couro de luxo Louis Vuitton, Michael Burke (foto), questionado sobre a adoção de novos materiais, disse que a Louis Vuitton está comprometida com o bem-estar animal, mas não tem intenção de encerrar o uso de couro, incluindo couro exótico.
Ele deu três razões para o compromisso contínuo da Louis Vuitton com o couro. Em primeiro lugar, descreveu a indústria de curtume como sendo, e sempre tendo sido, um exemplo de economia circular. “As peles usadas para fazer bolsas e sapatos são um desperdício da indústria alimentar”, insistiu. A seguir, disse que os bovinos que fornecem matéria-prima para o couro Louis Vuitton vêm, desde tempos imemoriais, de fazendas que possuem certificação validada externamente para o tratamento ético e bem-estar dos animais.
Por último, disse que os seres humanos vêm usando peles há séculos e que, em todo esse tempo, ninguém foi capaz de produzir qualquer matéria-prima que atendesse às necessidades da Louis Vuitton como o couro pode. O couro, segundo ele, confere durabilidade e longevidade a esses produtos e, ao mesmo tempo, os deixa muito bonitos. “Nenhum material é mais adequa

15 de Outubro de 2020

Mais Notícias

Conheça nossos

Associados

INDÚSTRIA DE PELES MINUANO LTDA
CURTUME RUSAN LTDA
COUROFAG INDUSTRIA COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA
ILSA BRASIL INDÚSTRIA DE FERTILIZANTES LTDA
SPM COUROS
A. BÜHLER S/A - CURTUME