Empresários dos EUA temem falta de acordo com a China

Empresários dos EUA temem falta de acordo com a China

O prazo de 1º de março para um acordo comercial com a China está se aproximando e as negociações entre os EUA e seu atual inimigo comercial têm sido lentas. O presidente Trump já disse que se um acordo for fechado com a China, ele pode ser flexível no prazo de 1º de março e as negociações podem continuar. No entanto, se as conversações não chegarem a um acordo, as tarifas de 10% sobre os bens chineses com destino aos EUA poderão se tornar tarifas de 25%.
     O medo, de acordo com Julia Hughes, presidente da United States Fashion Industry Association (USFIA), é de que a falta de um acordo poderia fazer com que Trump optasse por colocar tarifas em todas as importações da China, incluindo roupas, têxteis e calçados, até agora poupadas. Produtos como couro envernizado, bolsas de couro, roupas de couro, fios de lã e algodão já estão sujeitos às tarifas e a indústria sofreu as conseqüências dos custos mais altos.
     Com as tarifas atingindo tudo que os EUA trazem da China, poderá ocorrer um redesenho do mapa de abastecimento, à medida que as empresas buscam diminuir o impacto.

22 de Fevereiro de 2019

Mais Notícias

Conheça nossos

Associados

LUIZ FUGA S/A - INDÚSTRIA DE COURO
CURTUME SULINO LTDA
CODINA PELES LTDA
INDÚSTRIA DE PELES MINUANO LTDA
CURTUME A. P. MÜLLER LTDA
FUGA COUROS S.A