Interesse chinês em transferir produção para a África é menor do que se imagina

Interesse chinês em transferir produção para a África é menor do que se imagina

Estudo da Universidade de Pequim concluiu que não é tão forte quanto se acredita a tendência de empresas chinesas de transferirem sua produção para algum país da África, buscando custo menor de produção. O tema ganhou relevância após uma empresa chinesa ter se instalado na Etiópia.
     Alguns analistas especularam que muitas empresas se mudariam para a África, mas quem foi enfrenta sérios problemas de logística e dificuldades culturais. E o estudo da Universidade de Pequim descobriu que há mais empresas interessadas nos países do Sudeste Asiático do que na África. Os especialistas analisaram as decisões tomadas por 640 empresas chinesas que produzem itens como roupas e calçados.
     A pesquisa descobriu que a resposta mais freqüente ao aumento dos salários dos trabalhadores foi investir em processos automatizados, uma vez que um terço das empresas optou por uma estratégia para melhorar sua tecnologia. Apenas 6% disseram que sua estratégia mais provável em face dos custos crescentes seria mudar e metade deles consideraria deixar a China. Das 62 empresas que investiram no exterior ou planejam fazê-lo, apenas dois denominaram a África como um possível destino. O Sudeste da Ásia acabou sendo um destino muito mais provável.

01 de Fevereiro de 2018

Mais Notícias

Conheça nossos

Associados

COUROFAG INDUSTRIA COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA
AMCM IND. COM. IMP. EXP. SERV TÉCNICOS LTDA.
BCM - INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE COUROS LTDA
CURTUME RUSAN LTDA
CURTUME A. P. MÜLLER LTDA
TAN EXPORT - IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA