Resíduos plásticos ameaçam vida aquática no Havaí

Resíduos plásticos ameaçam vida aquática no Havaí

O Fórum Econômico Mundial relata que pequenos peixes larvares nas águas do viveiro da costa do Havaí têm uma fonte nova e abundante de alimentos, que não tem valor nutricional, é rica em toxinas e pode levar décadas para se desfazer. Nestas águas, os fragmentos plásticos superam os peixes-bebê em uma proporção de sete para um, revelou um estudo recente. O estudo dissecou centenas de peixes larvais das manchas litorâneas do Havaí e descobriu que 8,6% dos peixes haviam ingerido pedaços de plástico, quase duas vezes e meia mais que os peixes larvares das águas próximas. Das oito famílias de peixes analisadas, sete continham fragmentos plásticos. Isso inclui espécies comercialmente direcionadas, como espadarte e peixe voador, que são uma fonte de alimento para peixes maiores, como atum e aves marinhas.O Fórum Econômico Mundial relata que pequenos peixes larvares nas águas do viveiro da costa do Havaí têm uma fonte nova e abundante de alimentos, que não tem valor nutricional, é rica em toxinas e pode levar décadas para se desfazer. Nestas águas, os fragmentos plásticos superam os peixes-bebê em uma proporção de sete para um, revelou um estudo recente. O estudo dissecou centenas de peixes larvais das manchas litorâneas do Havaí e descobriu que 8,6% dos peixes haviam ingerido pedaços de plástico, quase duas vezes e meia mais que os peixes larvares das águas próximas. Das oito famílias de peixes analisadas, sete continham fragmentos plásticos. Isso inclui espécies comercialmente direcionadas, como espadarte e peixe voador, que são uma fonte de alimento para peixes maiores, como atum e aves marinhas.

21 de Novembro de 2019

Mais Notícias

Conheça nossos

Associados

KILLING S/A
CURTUME A. P. MÜLLER LTDA
LUIZ FUGA S/A - INDÚSTRIA DE COURO
COUROFAG INDUSTRIA COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA
CURTUME RUSAN LTDA
GOBBA LEATHER INDUSTRIA E COMERCIO LTDA